Akshara

8d509625b9de82f742116bff700e0ba9.jpg Akshara, A Deusa Mãe

Deusa da Vida
Tendência: Neutro e Bom
Domínio: , Luz, Natureza, Tempestade, Conhecimento.
Arma Favorita: Nenhuma
Principais Templos: Espalhados nas principais cidades

Akshara era uma deusa suprema e uma das principais criadoras do mundo, durante milhares de anos Akshara era feliz sendo venerada pela civilização primitiva, onde a natureza seguia uma harmonia e paz, mas isso não durou para sempre um dia uma entidade extra-planar, conhecida como Automaton, chegou ao seu mundo e começou a moldar a mente da civilização e estes destruíram a harmonia que Akshra tanto amava, a natureza começou a ser dizimada, raças inteiras morreram devido a ganância daqueles que seguiam o deus máquina. Akshra então temendo pela destruição do mundo, se lançou em uma guerra contra Automaton, esta guerra durou centenas de anos. Prevendo uma possível derrota, Akshra resolveu dividir seus aspectos entre três filhos.
Azur nasceu dos olhos de Akshra e seria responsável por expandir sua visão e seu conhecimento, Aldor nasceu de seus braços e seria sua espada na guerra contra a evolução desenfreada e Argamond nasceu de suas lágrimas sendo responsável por guiar aqueles que era vítimas da ganância da civilização a um lugar melhor onde poderiam viver em harmonia para sempre, mas Akshara criou seus filhos em um momento de angústia e desespero, o que fez com que eles nascessem com tendência para a maldade.
Akshara ao perceber a corrupção de seus filhos resolveu pará-los e ensiná-los novamente o caminho do bem, mas inspirados por Argmond e aproveitando um momento de fraqueza, devido a “Guerra Natural”, seus três filhos a prenderam em outro plano, onde de lá não poderia mais usar seus poderes para influenciar no mundo. Neste momento os fiéis de Akshara clamaram pela natureza e assim Lótus ascendeu como a deusa maior da natureza e pôs fim a Guerra Natural através de um acordo com Automaton que foi reconhecido como um deus maior, juntamente com os filhos de Akshara. O resto dos deuses decidiu manter Akshara presa, pois sua libertação traria novamente instabilidade ao mundo, assim ficou decidido que a deusa deveria desaparecer assim como sua participação na Guerra Natural.
A tentativa de prender os poderes de Akshara em outro plano não foi totalmente bem sucedida, aparentemente a Deusa é muito mais poderosa do que seus filhos imaginavam, ela não conseguiu escapar da prisão mas consegue influenciar no mundo mortal. Akshara guia legiões de clérigos, paladinos e druidas pelo caminho do bem e da justiça contra seus filhos corruptos e tiranos. Sua história ainda vive nos reinos do Norte, onde acredita-se ser a entrada para o cárcere da “Deusa Mãe”. Devido a teimosia de acreditar na história perdida no tempo, estes reinos ficaram conhecidos como, “Os Reinos perdidos de Akshara”.
A costa dos reinos perdidos de Akshara tem um mar revolto e inavegável, todos que tentaram sair dos reinos por meio marítimo desapareceram e nunca mais foram econtrados. Lendas dizem que este fenômeno ocorreu no momento que Akshara foi traída e aprisionada, suas lágrimas caíram no mar e o deus dos mares. Árion, que sempre foi apaixonado por Akshara e o único deus do panteão contra seu aprisionamento, usou o poder destas lágrimas para criar uma tempestade marítima que deveria durar enquanto a deusa estivesse presa, assim todos que ali vivessem, lembrariam da traição dos deuses para com a deusa mãe.

Akshara

Metal Contra as Nuvens Tefllon